Escolha um clube: Você está em: ACCTB » A Associação
 
 
A Associação
 
A história dos clubes de caça e tiro em Blumenau

O espírito de associativismo dos colonos alemães fez surgir em 1859, na Colônia Blumenau, o primeiro clube de caça e tiro: o Schützenverein Blumenau. Os clubes de caça e tiro, além de preservar os costumes e tradições trazidos na bagagem pelos imigrantes, também representam relevante papel social, cultural, político e recreativo. A festa de atiradores (Schützenfest) era aguardada pela população com expectativa. Era a oportunidade que o colono imigrante tinha para um encontro com os amigos.

Para combater as idéias do nazifascismo e as influências do Integralismo, o governo de Getúlio Vargas iniciou intensa campanha nacionalizadora. Com esta campanha visava nacionalizar os teuto-brasileiros. Da forma como foi feita, a campanha traumatizou a população, que se sentiu injustiçada. Afinal, se não falava corretamente a língua vernácula e se não estava integrado à cultura brasileira, era porque não tivera condições para isso.

As armas utilizadas inicialmente pelos imigrantes para proteção da família, das propriedades e do comércio contra saqueadores e invasores foram se transformando em equipamentos esportivos. Em tempo de paz, organizavam competições de tiro. Aos prazeres deste esporte, intercalavam-se a sociabilidade e a inclinação para organizar grandes festas, das quais toda a população participava. O atirador mais hábil é (era) proclamado rei dos atiradores.

Nos clubes de caça e tiro também se assistia, se apreciava e se aplaudia muitos corais e peças teatrais. Dos clubes de caça e tiro surgiu, em 1860, a primeira peça teatral apresentada pelo grupo liderado pela senhora Rose Gaertner e, em 1863, foram fundados o coral Gesangsverein Germânia, pelo pastor Oswaldo Hesse, e o primeiro Kulturverein, que tinha entre suas finalidades orientar os agricultores na prática da agricultura e pecuária e facilitar a aquisição de instrumentos agrícolas e sementes. Além de proporcionar momentos de lazer, a sociedade de atiradores também contribuiu para a defesa do território brasileiro, com a participação de sócios que se apresentaram como voluntários da nova pátria.

O desenvolvimento do município, o nível de vida e o crescimento populacional serviram para o aparecimento de outros clubes de caça e tiro. As Festas de Rei (Schützenfest), na época da Colônia Blumenau, ocorriam durante três dias. Tinham a finalidade de divertir, unir e manter as tradições através de manifestações sociais, recreativas e culturais.

O primeiro dia (domingo) era reservado para o festejo religioso dos católicos e protestantes. No segundo dia, às 6h, a população era despertada pelo toque de alvorada e pelo estrondo de três tiros de morteiros. Este segundo dia estava reservado para as competições. Em coluna de dois, ostentando medalhas conquistadas em disputas anteriores, ordenados pelo capitão ao ritmo de uma banda, os participantes marchavam em busca do rei e seus cavalheiros.
As ruas onde o desfile passava eram enfeitadas com flores e palmiteiros, e a bandeira da sociedade era ostentada à frente do marchadores. Chegando-se à sede, começavam as competições. Neste dia era realizado um banquete de confraternização. À noite havia a apresentação de uma peça teatral e os corais também se faziam presentes.

No terceiro dia era dada a continuação das competições até ao entardecer. O capitão ordenava o retorno do desfile. O encerramento desta festa culminava com um grande baile, onde todos dançavam. O baile sempre começava com a dança da Poloneise. Durante o baile eram anunciados o novo rei e seus cavalheiros.

Em 13 de janeiro de 1938, o governo estadual estabeleceu a primeira lei repressiva ao proibir o uso de nomes estrangeiros em sedes ou núcleos de população, estabelecimentos escolares ou outros que recebessem auxílio ou favor do Estado ou dos municípios. Em conseqüência, os Schützenvereine passaram a ter novas denominações.

Com o término da 2ª Guerra Mundial, o país voltou a tomar o rumo da redemocratização. Mesmo timidamente, as sociedades voltaram a organizar eventos. Algumas retornaram a suas atividades com denominação diferenciada e novos clubes foram fundados. Muitas manifestações típicas mudaram. As sociedades diversificaram as atividades esportivas para atrair um maior número de pessoas, principalmente a população mais jovem. A nacionalização e a 2ª Guerra Mundial quase levaram à extinção de muitos costumes tradicionais dos imigrantes alemães e de seus descendentes.

O governo de Blumenau, por iniciativa do prefeito Evelásio Vieira, a partir de 1970 pretendeu estimular os clubes de caça e tiro, convidando-os para as comemorações de aniversário de fundação do município.

Os clubes atenderam o convite, se fizeram presentes e organizaram o desfile na principal rua da cidade. Cada clube vinha precedido pelas bandeiras do Brasil, Estado, município e da sua sociedade. Comandados por seu capitão, os associados ostentavam faixas de rei, rainha, princesas e cavalheiros e medalhas colocadas em coletes especialmente confeccionados para a apresentação.

Em 1972 também foi instituído o Encontro Municipal de Atiradores e no ano de 1978, tentando incentivar a juventude, o prefeito Renato de Mello Vianna introduziu no Encontro Municipal dos Atiradores a modalidade Júnior. No total, foram promovidos 29 Encontros Municipais de Atiradores.

Com a criação da Associação dos Clubes de Caça e Tiro, foi criada a olimpíada dos clubes, na qual todas as entidades participam nas modalidades esportivas e culturais que se pratica em cada qual. Esta olimpíada é o maior evento que agrega os adeptos dos clubes de caça e tiro.

Hoje, em Blumenau, existem 36 clubes de caça e tiro, que, mesmo diversificando as atividades oferecidas aos seus sócios e à comunidade blumenauense, passam por muitas dificuldades financeiras para preservar os costumes e tradições trazidas pelos imigrantes.

A Oktoberfest, uma das maiores festas do Brasil, é o maior divulgador das tradições e costumes dos clubes de caça e tiro. Porém, mesmo sendo o ideal maior do evento, as entidades não conseguem retorno financeiro na promoção administrada pelo poder público.

Anualmente, o município presta relevante homenagem aos clubes de caça e tiro com entrega de Moção a cada rei e rainha das diversas sociedades e, através da lei 5841/02, foi instituído o 22 de março como o Dia Municipal dos Clubes de Caça e Tiro.

  Associação dos Clubes de Caça e Tiro de Blumenau - Rua Pedro Zimmermann - 10.377 - Itoupava Centra - Blumenau/SC | Fone: (47) 3339-0590 |
Desenvolvido por Vale da Web